segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Grão-Mestre do Templo nomeia como Monsenhor do Brasil o Padre João Bosco da Silva


O Monsenhor João Bosco Celebrando na  Ermida de Santa Maria Madalena
Depois de ter, em novembro, passado pelo processo de Iniciação Templária no Complexo Templário Jacques De Molay, sede do GPTB-CESJB e de ter sido consagrado e nomeado Monsenhor do Brasil pelo Legado Magistral e representante do Grão-Mestre da Ordem do Templo, Fr.+++Albino Neves, o Padre João Bosco da Silva, de Bambuí, Minas Gerais, teve confirmada no mês de dezembro, a sua nomeação como Monsenhor do Brasil pelo 51º Grão-Mestre da Ordem do Templo Don Fernando Campello Pinto Pereira de Sousa Fontes – OSMTH-Porto.
Don Fernando nomeou o Padre João Bosco, Monsenhor do Brasil 
Tradução do texto do Diploma
Nós o Grande Mestre Príncipe Regente e Guardião da Ordem.
Certifique-se de que por decisão nesta data foi atribuído à João Bosco da Silva Monsenhor do Brasil com todos os seus direitos.
A você que entregamos o presente equipado com os selos do Grande Magistério dado assento da Ordem no dia 19 de Dezembro do ano de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2017.
Assina: Dom Fernando Campello Pereira Pinto de Sousa Fontes
51º Grão-Mestre 
Don Fernando ressaltou que a confirmação da nomeação do Padre João Bosco representa um ato importante que vem se somar a de alguns outros representantes da Igreja Católica Apostólica Romana em outras partes do mundo e que ficava feliz em saber que o Gran Priorato Templário do Brasil – Cavalaria - Espiritual São João Batista (GPTB-CESJB), tem seu próprio Padre e Monsenhor para realizar as Celebrações e dar a Eucaristia aos Templários na Ermida de Santa Maria Madalena.

“Depois da publicação feita pelo Vaticano do “Documento de Chinon” onde a Igreja reconhece a inocência dos Templários, só nos falta o anúncio público e o pedido de perdão para que tudo chegue ao seu devido lugar”, destacou Don Fernando.

O Gran Prior e Legado Magistral lembrou que a atitude do Padre João Bosco e de vários membros da Igreja de Roma em filiar-se à Ordem e da Ordem, em recebê-los como Irmãos só vem reforçar o reconhecimento de ambos os lados do mandamento de Jesus de que é preciso “amar uns aos outros”. O Legado Magistral Fr.+++Albino Neves disse ainda: “estamos dando passos importantes para a história nesse momento que antecede ao aniversário de 900 anos da Ordem do Templo”.

www.granprioratotemplario.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.